Lartna Valente dezembro 2014 - Lartna Valente
Postado por: Lartna Valente
28
dezembro
2014
gourmet category image
Categoria Gourmet
Receitas para Festas Final de Ano

Meus amores, semana passada falei do significado do Natal, e hoje vou trazer algumas comidinhas tradicionais dessa época de festas de final de ano para despertar a nossa criatividade!

Biscoitos de gengibre

Biscoitos de gengibre, comuns no natal

Muitas histórias cercam a real origem dos biscoitos de gengibre e mel, ingredientes principais dos “pequenos homenzinhos natalinos”. Uma delas remete ao século 15, na Europa, onde já havia a tradição de construir casas e bonequinhos de pão de mel – fato que inspirou, séculos mais tarde, os irmãos Grimm a criarem o famoso conto João e Maria.

Outras histórias atestam que os biscoitos natalinos foram criados nesta mesma época, por monges que tinham acesso aos ingredientes principais para criar os bonecos. Já outra corrente de pesquisadores aposta em uma versão inglesa, em que a rainha Elizabeth I, em uma de suas festas, disse aos cozinheiros para confeccionarem pequenos homens com o rosto de cada convidado.

O que se sabe, com certeza, é que o um tipo rudimentar de pão de mel já existia por volta do século 10 e era consumido na região que hoje pertence ao território russo. Chamado de “pryaniki”, o bolo era constituído de uma mistura de farinha, mel e suco de frutas

 

Sorvetone

Amorecos, se tem uma coisa que não falta no Natal lá em casa é o Sorvetone da Vovó da Darcy!!! Amo e como sem culpa rs

Sorvetone-4

 

INGREDIENTES

Tempo de preparo 4h 00min / Rendimento 10 porções

1 colher de chá de maizena

1 lata de leite condensado

2 lata de leite

3 gemas passada na peneira

1/2 colher de chá de essência de baunilha

3 claras em neve 6 colheres sopa de açúcar

1 lata de creme de leite sem soro

6 colheres de sopa de Nescau

3 colheres de sopa de água.

MODO DE PREPARO

Coloque em uma panela a maizena, leite condensado, o leite, as gemas e a essência de baunilha e leve ao fogo misture tudo muito bem e mexa até virar um creme e espere esfriar. Na batedeira bater as claras depois de batido colocar o açúcar e bata novamente e coloque o creme de leite e bata e misture com o creme acima, caramelize a forma por inteiro com açúcar e misture o chocolate em pó com a água e coloque na forma por cima do caramelo e jogue o creme misturado na forma e leve ao congelador.

Nozes e castanhas

Castanhas e nozes

A associação entre o Natal e as nozes remonta às espécies de nogueira nativas da Europa e Ásia, que dão frutos no fim do outono e começo do inverno. Devido à facilidade de seu armazenamento e valor calórico, acabaram se tornando alimentos bastante consumidos para quem pretende suportar temperaturas extremamente baixas.

Estima-se que as nozes façam parte da dieta dos humanos desde os primórdios da espécie. Contos de Natal, como O Quebra-Nozes, de Ernst Theodor Amadeus Hoffmann, publicado em 1881, ajudaram a popularizar a fruto seco nos quatro cantos do mundo. No Brasil, as mesas de Natal incluem nas receitas dos pratos variantes nacionais, como a castanha-do-pará, que é servida com outros tipos de castanhas.

Frutas

Frutas diversas

Servir frutas e usá-las para decorar a mesa natalina é uma das variações de um costume antigo, adotado na Roma antiga para homenagear o “solstício de inverno” – a noite mais longa do ano, quando a Terra atinge o ponto mais distante do sol.

No hemisfério norte, esse fenômeno acontece por volta do dia 25 de dezembro. Tâmaras, uvas e pêssegos eram banhadas em ouro para ornamentar a casa. Hoje, com a variedade de frutas vendidas no verão brasileiro, a ceia ganhou uma variedade tremenda de cores e sabores.

Rabanada

Rabanada, prato tradicional do natal

A receita feita com pães, leite e ovos foi criada para recuperar mulheres após o parto. Natural da península ibérica, o doce foi caindo no gosto do povo aos poucos, sendo que no começo do século 20 se tornou um alimento comum nas tabernas de Madri, na Espanha.

Acompanhado de vinho, a rabanada também é muito associada aos períodos religiosos, como a quaresma, talvez pela falta de carne no cardápio. Seus primeiros registros históricos são datados do século 14, em Portugal, e foram feitos pelo poeta espanhol Juan del Encina. Já a primeira receita documentada pertence ao livro de Francisco Martinez Montiño, servidor da Coroa Real da Espanha no período.

Bom pessoal, quem tiver mais receitinhas para compartilhar! É só deixar nos comentários hein!

Super Beijo

Lartna Valente
Lartna Valente

Postado por: Lartna Valente
18
dezembro
2014
mensagem-4u category image
Categoria Mensagem 4U
Que é mesmo o Natal?

Meus amores que saudades de vocês!

Hoje vamos falar sobre essa festa linda que é o Natal =)

Presentes, festas, compras, viagens, encontros familiares?

O Cristão deve ter em mente que o Natal  tem um sentido não apenas humano, mas profundamente espiritual. E podemos aprender um pouco mais sobre isso no registro feito por Mateus, no nascimento de Jesus.

Talvez, para muitos, o Natal seja um momento do ano em que as famílias se reúnam para se alegrar e agradecer a Deus por mais um ano que se passou. Para os empresários e comerciantes, é um dos eventos festivos do ano que abre o maior espaço para vendas em todos os aspectos. Mas na verdade , quando olhamos para toda a trajetória de Jesus, inclusive seu nascimento (Que é o comemoramos no Natal) temos 2 extremos.

Na verdade, o Natal que a humanidade comemora tem pouco a ver com o nascimento de Jesus. Biblicamente, Ele nasceu um dia em Belém da Judeia. Seu nascimento foi singular, simples e humilde. 

E quando falamos de Natal hoje, pensamos em grandes festas, fartura…

Por isso, meus amores, que estou escrevendo para vocês, com meu coração aberto. Que nenhum de nós se iluda com as luzes desse mundo, pois ela nos cega e não nos deixa enxergar o precipício que nos aguarda.

 

Desejos

Que seja uma busca constante do verdadeiro Jesus

Os magos que vieram do Oriente Médio procurar por Jesus, empreenderam uma longa viagem para encontrá-lo. E o Natal é isso, uma busca por Jesus, independente do quão distante e difícil seja. 

Que seja uma adoração constante ao verdadeiro Jesus

Os magos guiados pela estrela que viram , chegaram a casa de Maria, mãe de Jesus, e ali o adoraram. Não pode existir Natal, sem o compromisso de adorar a Jesus. 

Que possamos abrir nossos corações e oferecer o que temos de melhor a Jesus e ao próximo.

Depois de buscar e adorar Jesus, os magos abriram seus tesouros e presentearam Jesus com : Ouro, Incenso e Mirra. 

Queridos, esse é meu desejo para esse ano, que possamos abrir nossos corações e presentear Jesus com nossas vidas, como sacrifício vivo.

 

Super Beijo para Vocês e um Feliz Natal cheio de amor!!!

Lartna Valente
Lartna Valente